O início foi no Castelo Ruspoli em Vignanello, perto de Roma, onde Giada Ruspoli e o Centro Studi criaram em 2009 o Concurso Internacional. Sob a direção artística de Giorgio Monari, o prêmio nasceu para honrar a memória do Príncipe Francesco Maria Ruspoli (Vignanello 1672 – Roma 1731) e trazer à luz o espírito do maior mecenas da Roma setecentista. Francesco Maria acolheu alguns dos maiores artistas, poetas e músicos de sua época como Händel – que no castelo tocou e escreveu cantatas e importantes peças religiosas, como o Salve Regina, como também Corelli, Hottetere, Caldara, Alessandro Scarlatti – que dedicou ao príncipe algumas de suas obras.

Anualmente acontecem duas seções do Concurso: Música barroca, de que participam profissionais de canto e instrumentistas, e Estudos musicológicos.

O 9º Concurso Internacional de Música e Musicologia Barroca Príncipe Francesco Maria Ruspoli será em 29 de outubro de 2017. As inscrições encerraram em 31 de agosto de 2017.

Da categoría Música, participarão profissionais de canto barroco e os concorrentes serão do Brasil, Itália, República Tcheca e Hungria. O vencedor do Concurso Ruspoli desta categoria participará da IV Itinerância Musical Ruspoli na América Latina. 

Da categoria Musicologia, participarão pesquisadores italianos onde apresentam seus ensaios sobre a produção barroca e os artigos selecionados entram para a publicação “Miscellanea Ruspoli”.

O Centro Studi e Ricerche Santa Giacinta Marescotti é um centro de estudos localizado em Vignanello, Itália que funciona como um intermediário entre a realidade local de Vignanello e do restante do mundo, através da sua participação, intercâmbios e projetos com associações, universidades, autoridades locais, nacionais e internacionais, além do enriquecimento individual da comunidade e do território de Vignanello.

O Centro de Estudos é uma associação de promoção social apartidária sem fins lucrativos, nascido do desejo de atender a certos requisitos locais, a fim de realizar atividades socialmente úteis.

Promove e organiza conferências, seminários e outros eventos, também em colaboração com outras instituições sobre temas culturais, ambientais, sociais sobre o território e as suas relações com a Itália, a Europa e o Mundo.

Nestes seis anos, o Centro de Estudos tem coordenado atividades relacionadas com estudos históricos, artísticos, arqueológicos, territoriais, além da recuperação de antigos ofícios, incentivando a consciência para a preservação e proteção do meio ambiente, o estudo aprofundado de temas atuais por meio de conferências e debates públicos, e também através de pesquisas, publicações, visitas guiadas, cursos de formação e cursos de atualização, as oficinas e laboratórios.

Por cinco anos, o Centro de Estudos também dirigiu a música e a cultura local, promovendo o domingo musical nos Diálogos e Música e do Concurso Internacional príncipe Francesco Maria Ruspoli.

www.centrostudisgm.com