A II Itinerância Ruspoli de música barroca na América Latina começa com o concerto da VENCEDORA DO VII CONCURSO INTERNACIONAL RUSPOLI DE MÚSICA BARROCA, a soprano Valentina Marghinotti (Itália), na Basílica Menor de São Francisco de Assis em Havana, Cuba, no dia 20 de fevereiro de 2016. Valentina Marghinotti foi então acompanhada pelo conjunto de música antiga Ars Longa sob a regência de Teresa Paz. Na ocasião do 5° centenário da edição princeps de Orlando Furioso de Ariosto e do 4° centenário da morte de Miguel de Cervantes. O programa musical “Sopranos y caballeros: Orlando, Quijote y la Ópera barroca”, curado por Giorgio Monari, inclui composições de Steffani, Scarlatti, Handel e Conti baseadas nos romances de cavalaria Orlando Furioso e Dom Quixote, obras que desenvolvem um papel fundamental na formação da cultura moderna assim na Europa como na América Latina. O concerto decorre no âmbito do XI Festival Musica Antiqua Esteban Salas, de Havana, e assim também a conferência “Caballeros y sopranos”, oferecida por Giorgio Monari na Universidad de las Artes de Havana, no dia 19 de fevereiro.

cuba concerto

Da esquerda: Valentina Marghinotti com o grupo Ars Longa – Havana

 

 

6 de agosto – Santuário São Francisco, São Paulo
Concerto Barroco Sacro – Vozes, cordas e órgão 

Este programa foi selecionado junto de Nicolau de Figueiredo (1960 ­– São Paulo, 6 de julho de 2016), um dos maiores cravistas e regentes de repertório barroco mundial, que não pode reger o seu programa por ter falecido inesperadamente no dia 6 de julho de 2016, deixando um grande vazio no panorama musical brasileiro e internacional. Este concerto é dedicado a ele.

Valentina Marghinotti, soprano – Vencedora do Prêmio Ruspoli 2015
Aurelio Schiavoni, alto – Vencedor do Prêmio Ruspoli 2013

Jabez Lima, tenor
Flávio Borges, baixo
Juliano Buosi, violino I
Fabio Chama, violino II
Alberto Kanji, violoncelo
Pedro Gadelha, contrabaixo
Alessandro Santoro, órgão concertante e contínuo
Ricardo Kanji, maestro di concerto

Neste concerto, os músicos são todos especialistas em instrumentos barrocos e interpretação histórica da música antiga. Utilizam instrumentos da época e técnicas de execução baseadas em pesquisas musicológicas que recuperam uma forma de tocar que se perdeu no tempo, para trazer ao público compositores e obras do passado e para renovar e reviver o interesse e a compreensão sobre a grande história da música.

[hr]

3 de agosto – Circolo Italiano, São Paulo
Conversando sobre o Barroco entre Itália e Brasil – Almoço com Música
Com o Prof. Giorgio Monari e os cantores italianos Valentina Marghinotti e Aurelio Schiavoni.

[hr]

20 de fevereiro – Festival Musica Antiqua Esteban Salas, Havana – Cuba
Valentina Marghinotti e Ars Longa sob a regência de Teresa Paz